Deniz and Yaroslav

Dénis I                                    Cristóvão I

Na data de ontem, Irina Sopas, a presidente do Gabinete Real, fez um anuncio no Palácio de Pace que deixou os gastoneses eufóricos.

Sem rodeios a presidente informou ao povo que habemus rex et primus minister “temos rei e o primeiro-ministro” – disse ela, para elucidar o povo que não havia percebido a magnitude da notícia, mas que recebeu com alegria.

Dénis I , desde de 09 de Março é o novo soberano do Reino de Gastón. Sua resposta ao convite feito pela presidente chegou ontem por comunicação oficial. Vide a tradução:

“Vossa Excelência Madame Sopas,

Nós, Dénis I, somos honrados com o convite de Vossa Excelência, para nos tornarmos soberano de Estado tão honroso como o Reino de Gastón. E, claro, vamos reconhecer esta honra e aceitando-a. Para o meu trabalho sob governo gastonês nós adotaremos Dénis I como foi solicitado por Vossa Excelência. Nós juramos para os povos do Reino, que vamos sempre observar, apoiar e respeitar o Estatuto para o Reino e Constituição. Juro que vamos defender e preservar, com todo o meu poder, independência e o território do Reino; que nós vamos proteger a liberdade e as pessoas, como um rei bom e verdadeiro deve fazer.

Sob a minha mão no dia 08 de abril, no ano 2013 de nosso Senhor e Salvador.”

Dénis I, Rei de Gastón com certeza é digno do lugar que tem no Reino, essa carta endereçada a presidente do Gabinete Real e ao seu povo mostra a sua vontade de liderar, de buscar o melhor para a micronação que dá um passo rumo a um futuro brilhante.

Porém essa não é a única novidade. Lembre-se, Irina Sopas disse: “habemus rex et primus minister”¸ e talvez você fique confuso pela escolha da nossa presidente, mas acredite ela não poderia ter nomeado ninguém melhor que o irreverente e controvertido Cristóvão I para premier de Gastón. Sim, o famoso Mar, o Presidente da República Federal de Lostisland, ex-presidente do Grand Unified Micronational que renunciou como resultado do escândalo de corrupção, o “Berlusconi do Micronacionalismo”.

No seu pronunciamento enviado ao Gabinete Real em inglês, Cristóvão I disse:

Como uma grande honra para mim, eu considero o convite para ser o primeiro-ministro do glorioso Reino gastonês, e como previsto pelo artigo 16 da Constituição, eu juro que vou dedicar todos os meus conhecimentos para o desenvolvimento bem sucedido e crescimento do Reino, a glória eterna e prosperidade da nação gastonesa“.

Esperemos que com um trio de sucesso que conta com a presidente do Gabinete Real, Irina Sopas, o Soberano Dénis I e o premier Cristóvão I, Gastón se supere no micronacionalismo interna e externamente.

Comentários

comentários