Os plenipotenciários do Reino de Gastón, Irina Sopas, e das Repúblicas Unidas de Portugal e Algarves, Jorge de Bragança e Feitos, e Gonçalo Passos de Bragança e Feitos, assinaram na passada quarta-feira em Nekane, o Tratado de Nekane onde os  MicroEstados signatários reconhecem-se mutuamente como nações Soberanas e Independentes, reconhecendo por tanto os seus povos, seus territórios, suas leis, culturas e tradições, bem como suas autoridades constituídas. Os três representantes assinaram o texto no Palácio Sapere. O acordo é fruto de intensas negociações bilaterais, que aconteceram online durante vários dias.

Entre muitas coisas, Gastón e RUPA comprometeram-se reciprocamente a permitir visto de entrada para turismo por tempo ilimitado ou mesmo acatar pedido de residência sem necessitar realizar processo de naturalização dos interessados e respeitando a micronacionacionalidade originária do requerente; cooperar no setor económico e financeiro, desde que ressalvadas as disposições legais de cada ordenamento jurídico. Também foi firmado o compromisso da intenção de fazer uma efetiva ligação entre os respectivos sistemas econômicos, de forma a que possam ser efetuadas transferências de valores entre os bancos nacionais, assim como regulamentar a participação de empresas privadas em cada um dos sistemas.

Comentários

comentários